segunda-feira, 18 de abril de 2011

APRESENTAÇÃO OFICIAL - MINHA PAJERO FULL GLS-B


Se quiser assista o vídeo diretamente no you tube com qualidade HD
http://youtu.be/bfPQ8rQthgU?hd=1

Com muita satisfação lhes apresento oficialmente minha mais nova aquisição, uma Mitsubishi Pajero Full GLS-B 2.8 Turbo Diesel Intercooler. Adiei um pouco a apresentação oficial apenas por querer mostrar a vocês com os pneus e o bagageiro ítens adquiridos recentemente. Olha a ficha técnica do carro:

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Código4M40; dianteiro, longitudinal, 2.8 litros, 4 cilindros em linha, 8 válvulas; diesel
Número de válvulas por cilindro2; SOHC (comando de válvulas no cabeçote)
Cilindrada2.835 cc
Diâmetro x curso95.0 x 100.0 mm
Taxa de compressão21.0:1
Potência máxima (cv / rpm)125 / 4.000
Torque máximo (kgfm / rpm)29,8 / 2.000
Sistema de alimentaçãoBomba injetora; 1 turbocompressor e intercooler
TRANSMISSÃO
Câmbio manual de 5 marchas; tração integral nas quatro rodas
Relação das marchas
1a marcha - 3.952
2a marcha - 2.238
3a marcha - 1.398
4a marcha - 1.000
5a marcha - 0.760
Ré - 3.553
Redução do diferencial4.900
Caixa de transferênciaNormal
Reduzida1.900
TRAÇÃO
Caixa de Transferência Super Select, com as seguintes opções
2H = Tração 4x2 traseira
4H = Tração 4x4, com três diferenciais atuantes
4HLc = Tração 4x4 com diferencial central bloqueado
4LLc = Tração 4x4 com diferencial central bloqueado e Reduzida
DIREÇÃO
Tipo esferas recirculantes com assitência hidráulica
Diâmetro mínimo de giro11.8 m
SUSPENSÃO
DianteiraIndependente, braços triangulares duplos, amortecedores telescópicos e barra de torção
TraseiraEixo rígido, amortecedores hidráulicos e molas helicoidais
FREIOS
Á disco nas quatro rodas
Dianteirosdisco ventilado 15"
Traseirosdisco rígido
RODAS / PNEUS
Liga leve, 16" x265x75
TANQUE DE COMBUSTÍVEL
92 litros
CAPACIDADE DO PORTA-MALAS (*)
1.700 litros
DESEMPENHO (*)
Velocidade máxima (km/h)145 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h (s)ND
DIMENSÕES EXTERNAS
Comprimento4.735 mm
Largura1.775 mm
Altura1.910 mm
Distância entre-eixos2.725 mm
BITOLA DIANTEIRA / TRASEIRA1.465 mm / 1.480 mm
ÃNGULO DE ENTRADA42º
ÃNGULO DE SAÍDA27º
BREAK-OVER24.5º
CAPACIDADE DE SUBIDA DE RAMPA35º = 70º
ALTURA LIVRE DO SOLO215 mm
PESO (em ordem de marcha)
2.085 kg
PESO BRUTO TOTAL
2.550 kg
Legenda (*) ND - Dados não fornecidos pelo fabricante


Aqui algumas fotos que mostra em detalhes todo o carro.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
 
 
 

É isso aí pessoal, que Deus abençoe ricamente a todos vocês.
Em breve fotos, vídeo e relato da estréia off road da Pajero.
Abraços.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

EM BUSCA DA ROTA PERDIDA

Pessoal hóje pela tarde me deu vontade de rodar e então pús uma velha idéia em prática, descobrir mais um caminho alternativo para a roça. Na prática tenho 5 caminhos diferentes que conforme o gosto do motorista e época do ano pode-se variar a rota. Juntando algumas informações aqui e alí, parti para a exploração. Após deixar minha esposa no trabalho parti para a aventura. Sentido Linha Verde na altura de Costa do Sauípe entrei numa estrada oposta a entrada do resort. Dalí tomei algumas informações e continuei minha investida. Não tão sem saber onde estava pois o local a muito tempo foi palco de uma trilha de bike que fiz com alguns amigos se não me falha a memória Bugarin estava neste dia. Bem, um dos atrativos que mais me despertou o interesse de ir por este caminho é que lá segundo algumas informações antigas há um rio muito bonito e que só se chega com veículo 4x4. Mas rodei muito cerca de 50 km por estradas de terra e areia ainda bem que tinha chovido e neste caso a areia fica firme, sendo assim enrolei o cabo e o percurso teve seu tempo encurtado devido ao fato de poder girar em velocidades maiores com mais segurança. Em alguns trechos a lama era inevitável e muitas poças, literalmente bacías de lama se formavam. Tomavam a estrada toda. Em uma destas poças ao cortar pelo canto a roda derrapou e foi tombo certo. Estava devegar e foi tranquilo, a moto nem sequer morreu. Levantei a moto, ajustei o retrovisor e segui viagem. Mais uma vez o protetor de punho salvou a manete, quem não tem deveria comprar é um excelente acessório. Passei por duas estradas em direções opostas que provavelmente me levariam a São José de Avena, mas examinando a estrada e em sentido contrário saí em Açú da Torre de frente a Praia do Forte. Com algumas informações obtidas no caminho já sei mais ou menos por onde ir. Já era tarde, quase 16h e meu objetivo era ir até Itanagra e voltar na mesma marca da roda por este motivo abortei a missão e resolvi saí em Açú da Torre. Devo retornar lá num outro dia.
Nada de fotos, fiz apenas uma filmagem de um dos lacais mais bacanas na aventura de hóje, se não fosse o dia meio nublado e o horário um banho por lá seria ideal.

video

Abraços e até a próxima!