quarta-feira, 25 de novembro de 2009

FAZENDO JUS AO APELIDO

Fazendo jus ao apelido, nesta segunda feira 23.11 saí para um mergulho ás 15h am, a fim de pegar o final da tarde, horário ideal para a captura de peixes de passagem. A praia escolhida foi a de Vilas do Atlântico, aqui mesmo perto de casa. De início pensei em pegar alguns budiões para um cliente, mas depois tive um pressentimento no coração o desejo de ir logo ao pesqueiro que seria o ápice do mergulho. Então não perdi muito tempo alí no raso e logo partir. Não fui nem por baixo, subi na prancha e rumei direto para lá. Lá chegando de cara uma sororoca de uns 2kg veio me recepcionar, contive o desejo do disparo e aguardei que pudesse haver algo melhor, subi e investi numa 2ª descida, a mesma sororoca continuava por lá só que acompanhada de uma aracanguira, aí negão, foi só alegria escolhi o melhor lugar e sentei o dedo. Não consegui apagar mas foi um tiro que me proporcionou manter o peixe sob controle. Levei dois reboques fortes mas após uns 5 minutos dominei o peixe que já estava cansado e tratei de colocar na enfieira. Só alegria "Glória a Deus". O peixe deu 15kg. Arpoei ainda um sargo de berço (pirambú) de 2kg.
Estava a uns dois km da costa e o sol já estava se pondo e não queria estar ali no mar quando o escuro chegasse. Mesmo tendo uma das vizões mais lindas do mar, o sol se pondo bem baixinho entre os coqueiros com aquela luz amarela avermelhada com os raios... fantástica vou comprar uma máquina a prova d'água pra tirar uma foto para vocês verem.


Leo Aracanguira


Abraços e até a próxima!

sábado, 21 de novembro de 2009

RECUPERAÇÃO DO CARDAN DO NIVA

Camaradas é notório dos Sr.s que os eixos cardans do niva são peças de dificil aquisição no Brasil, quer seja novas ou usadas, na verdade eu desconheço de quem as comprou novas. E as usadas em excelentes condições são muito difíceis de se encontrar, é mosca branca de olho azul. Meu niva já está com 19 anos de uso e estes cardans estavam necessitando de um carinho especial na manutenção. Então resolvi partir para a recuperação, o primeiro passo foi comprar as cruzetas originais que vieram do Jr. Scartezini (melhor preço que consegui), os cardans estavam sem amassados ou torções então recuperou-se a ponta e luva do eixo por uma de fabricação nacional. Troquei também os parafusos de fixação. O serviço foi feito na Cardan Bahia onde fui atendido pelo Sr. Alan, muito atencioso e prestativo, fez um preço camarada.
Ainda falta a troca de todos os coxins do NivaSouto. Etapa que fica para depois.


Abraços e até a próxima!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

ARACAJÚ MOTO FEST 2009

Todos os anos no mês de Novembro é realizado em Aracajú-Se o Aracajú Moto Fest, a Praia de Atalaia e sua magnífica orla vira palco para o evento. Fomos eu o Ricardo, Caiuby e Lucas. Após uma semana de preparações e contatos, partimos sábado dia 14.11 às 5:30am para a viagem de quase 300 km pela linha verde em direção a Massarandupió, nossa primeira parada para o café da manhã e reabastecimento, fazendo deste posto uma parada obrigatória. Fato curioso, no cartaz dos pedidos tinha lá XRgg Burguer (deveria ser Xegg). Teve até um gatinho que fez pose para fotografia.

Dalí seguimos para a 1ª balsa em Terra Caída que nós levaria ao atracadouro Porto do Cavalo de onde percorreriamos mais um longo trecho de asfalto em direção a 2ª balsa em Caueiras que nos leva até Mosqueiro (já em Aracajú) onde nos encontramos com o Carlão dignissimo morador de Aracajú e parente do Lucas que foi nos recepcionar com sua moto custom. De lá seguimos pela rua oposta a Beira Mar ao restaurante para almoçarmos. Todos satisfeitos e animados com o passeio nos despedimos do Carlão e fomos em busca do hotel onde nos hospedaríamos.

Depois de nos hospadar-mos fomos eu o Lucas e Ricardo até a praia tomar-mos um banho e restaurar-mos a enrgia para a agitação que viria a noite, o hotel era próximo da praia e do evento era só atravessar a rua e caminhar alguns metros para já estarmos no evento ou na praia. A noite fomos jantar no restaurante onde servia rodízio de comida chineza e japoneza, cá entre nós deveria ter ficado com meu sanduiche mesmo, ô arros-zinho azêdo. Lá fizemos amizade com um casal de motociclistas do Moto Clube Rota Certa, muito legais.

Depois do rango fomos ao evento onde avistamos belas máquinas, fizemos compras e os caras encheram a cara. Rapidinho vou ali no banheiro e volto. ratatataaaaaaa.... De boa!


Na manhã seguinte iriamos curtir uma praia e vermos a etapa do nacional de motocross, mas o Ricardo e Lucas acordaram tarde, já na hora de fecharmos a conta do hotel e partirmos devolta para casa. De boa foi a maior curtição este fim de semana e esta aventura em Aracajú.

Mas como tudo que reluz não é ouro o Caiu teve alguns problemas com sua Suzuki RF900R. No primeiro abastecimento ainda em Lauro de Freitas abasteceram sua moto com 7litros de alcool ao invés de gasolina, que aliás já é tão ruim pois já está com 25% de alcool. Depois ao sair do café da manhã em Massarandupió teve que apartir dalí botar a moto pra pegar no tombo, foi-se a bateria. E na volta de Aracajú para Salvador teve o pneu traseiro furado que não teve remendo, spray vedador de furo que segurasse o ar até ele chegar em casa. Ficamos de 5 da tarde até as 7 da noite no escuro espero o reboque vir pegar a moto. Caiu com todos os transtornos não perdeu a esportividade e ficamos nos divertindo enquanto estavamos de castigo.


video

É isso aí galera, abraços e até a próxima!

domingo, 8 de novembro de 2009

CAÇA SUB - EM DIA AGITADO

Caros amigos ontem sai na companhia de meu primo André e o amigo Marcílio em sua lancha a Bahia Fishing Fomos em direção a Itaparica e Morro de São Paulo mergulhamos entre 19 e 23 metros. Apesar do sol digno de verão as condições de vento ainda estão a lá outono/primavera. Muito vento e mar agitado, as ondas eram tão grandes que batiam no costado e proa jogando água no parabrisa molhando a parte de trás do convés, parecia que estava chovendo.
No primeiro pequeiro a 2o mt arpoei uma cavala de uns 2kg meu primo um dentão de uns 4kg e Marcílio outro dentão de 2,5kg, a água tinha excelentes condições de visibilidade, mas estava muito fria, gelada. Isto afugenta os peixes e mantém os que estão a vista muito espertos ou seja eles manteem distancia que na maioria das vezes é impossível o tiro. Partimos para outro point e neste a 23 mts arporei um budião azul de uns 7 kg que entocou e empenou meu arpão a ponto de parti-lo. Então fiquei sem peixe e com minha arma inutilizada. Subimos no barco para mudar-mos de marca e na puxada da corda da âncora um onda bateu no costado da lancha fazendo-me perder o equilíbrio e cortar a mão na tampa do porão da corda. Então sem arma e de mão machucada desisti de mergulhar. No próximo pesqueiro André ainda arpoou uma cióba de uns 10 kg que escapou também. Mesmo com a intempérie do tempo e os incidentes o dia foi muito gratificante, afinal amadoramente falando, antes um dia ruim de pesca do que um dia bom dia de trabalho. A não ser que você viva de pesca.
Abraços e até a próxima! Fiquem com Deus.


videoAlinhar ao centro

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

NIVASOUTO em ITANAGRA pela Linha Verde

Pessoal, desta vez levei a família pelo caminho que descobrir indo de moto pela Linha Verde até Itanagra. Seguimos pela Linha Verde até Massarandupió onde almoçamos e pegamos a estrada de terra onde começou a sessão off road. Minha filha já dizia na estrada asfaltada, "Pai, quando é que vai começar a emoção?" Ela queria era botar o niva pra ferver (como diz o amigo Betão niva Grauçá).
É o caminho mais bonito, tranquilo e prazeroso de dirigir, tendo em opção todos os outros já percorridos. Sem contar o asfalto perfeito da Estrada do Coco e Linha Verde, apenas um contra muitos postos da PM da Rodoviária. Não que esteja com problemas longe disso, mais é um saco. Não pararam nem uma vez.
Em Itanagra sempre que chegamos somos atração, o niva chama a atenção de todos. Foram 4 dias de pura satisfação na roça, seja passeando, trabalhando ou descansando. A poucos dias foram feitas 30 sacas de farinha e agora estamos plantando feijão de corda, banana, melancia, pimenta (veja pimentacpo) e maracujá. É muito bom vermos e participarmos das etapas de plantio e colheita dos frutos.
A família toda estava lá, meus pais, esposa filhos, irmão e sobrinha.
Beleza, fiquem com Deus e até a próxima!